Habacuc Capitulo 1

1. Oráculo recebido em visão pelo profeta Habucuc.

2. Até quando, Senhor, implorarei sem que escuteis? Até quando vos clamarei: Violência!, sem que venhais em socorro?

3. Por que me mostrais o espetáculo da iniqüidade, e contemplais vós mesmo essa desgraça? Só vejo diante de mim opressão e violência, nada mais que discórdias e contendas,

4. porque a lei se acha desacreditada, e não se vê mais a justiça; porque o ímpio cerca o justo, e a eqüidade encontra-se falseada.

5. Olhai para as nações e vede. Ficareis assombrados, pasmos, porque vou realizar em vossos dias uma obra, que não acreditaríeis, se vo-la contassem.

6. Vou suscitar os caldeus, esse povo feroz e impetuoso, que se espalha através de vastas extensões de terra, para se apoderar de moradas que não são suas.

7. Ele é terrível e temível, dele próprio procedem seu direito e sua grandeza.

8. Seus cavalos são mais ligeiros que as panteras, mais ágeis que os lobos da noite. Seus cavaleiros precipitam-se; eles vêm de longe, e voam como águia que se atira sobre a presa.

9. Todos correm para a violência, olhos fixos diante de si; amontoam cativos como grãos de areia.

10. Esse povo zomba dos reis, os príncipes são o objeto de seus gracejos; ele se ri de todas as fortalezas: levanta montões de terra e toma-as.

11. Depois o furacão muda de rumo e passa, pratica o mal, ele, cujo deus é a força.

12. Não sois vós, Senhor, desde o princípio, o meu Deus, o meu Santo, o Imortal? Senhor, vós destinastes este povo para fazer justiça, o Rochedo, vós o designastes para aplicar castigos.

13. Vossos olhos são por demais puros para verem o mal, não podeis contemplar o sofrimento. Por que olharíeis os ímpios e vos calaríeis, enquanto o malvado devora o justo?

14. Trataríeis os homens como os peixes do mar, como os répteis que não têm dono…

15. Ele pesca todos com o anzol, pega-os no covo, e recolhe-os na rede: e com isso se alegra e exulta.

16. Por isso, oferece sacrifícios à sua nassa, e queima perfumes à sua rede porque, graças a elas, teve pesca abundante e suculento manjar.

17. Mas, continuará ele a esvaziar sua rede, e a degolar impiedosamente as nações?

Livro Habacuc Capitulo 1 – Habacuc, 1
Bíblia Ave Maria – Todos os direitos reservados.
Referências: Sagrada Escritura Livro Habacuc Capitulo 1, Bíblia Ave Maria Habacuc Capitulo 1, Ave Maria Habacuc Capitulo 1, Antigo Testamento Habacuc Capitulo 1, Biblia Sagrada Habacuc Capitulo 1, Biblia Sagrada Livro Habacuc Capitulo 1.

Naum Capitulo 3
Habacuc Capitulo 2