26. Cântico dos Cânticos

Cântico dos Cânticos Capitulo 1

Cântico dos Cânticos Capitulo 1 1. O mais belo dos Cânticos de Salomão. 2. - Ah! Beija-me com os beijos de tua boca! Porque os teus amore...

Cântico dos Cânticos Capitulo 2

Cântico dos Cânticos Capitulo 2 1. sou o narciso de Saron, o lírio dos vales. 2. - Como o lírio entre os espinhos, assim é minha amiga en...

Cântico dos Cânticos Capitulo 3

Cântico dos Cânticos Capitulo 3 1. Durante as noites, no meu leito, busquei aquele que meu coração ama; procurei-o, sem o encontrar. 2. V...

Cântico dos Cânticos Capitulo 4

Cântico dos Cânticos Capitulo 4 1. - Tu és bela, minha querida, tu és formosa! Por detrás do teu véu os teus olhos são como pombas, teus ...

Cântico dos Cânticos Capitulo 5

Cântico dos Cânticos Capitulo 5 1. - Entro no meu jardim, minha irmã, minha esposa, colho a minha mirra e o meu bálsamo, como o meu favo ...

Cântico dos Cânticos Capitulo 6

Cântico dos Cânticos Capitulo 6 1. - Para onde foi o teu amado, ó mais bela das mulheres? Para onde se retirou o teu amigo? Nós o buscare...

Cântico dos Cânticos Capitulo 7

Cântico dos Cânticos Capitulo 7 1. - Volta, volta, ó Sulamita, volta, volta, para que nós te vejamos. - Por que olhais a Sulamita, quando...

Cântico dos Cânticos Capitulo 8

Cântico dos Cânticos Capitulo 8 1. Ah, se fosses meu irmão, amamentado ao seio de minha mãe! Então, encontrando-te fora, poderia beijar-t...